História Moçambique

Alojamento

Destinohttps://mocambique.costasur.com/pt/index.html

Destino

Temos o guia mais detalhado do teu destino, pelo que se procuras informação, encontraste a melhor fonte...

Autocarroshttps://mocambique.costasur.com/pt/horarios-dos-autocarros.html

Autocarros

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Carroshttps://mocambique.costasur.com/pt/alugar-carro-rent-a-car.html

Carros

Desmistificando: alugar um carro não é caro. Decobre o preço a que pode sair durante as tuas férias com a Costasur.

Alugar

Comboioshttp://trenes.rumbo.es/msr/route/searching.do

Comboios

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Vooshttp://vuelos.rumbo.es/vg1/searching.do

Voos

NO HAY RESULTADOS
NO HAY RESULTADOS

Paque de estacionamentohttps://mocambique.costasur.com/pt/estacionamento.html

Paque de estacionamento

Precisas de deixar o teu carro nalgum aeroporto?. A Costasur tem a melhor oferta do mercado, a preços sem concorrência.

Procurar Aeroporto

Ferryhttps://mocambique.costasur.com/pt/ferry-mozambique.html

Ferry

Procuras um ferry? Ao passar o barco digo ao barqueiro, na Costasur quase não custa dinheiro... Não procures mais, aquí temos quase todos.

Vamos pirata!

https://mocambique.costasur.com/pt/as-actividades-recreativas.html

Propomos-te opções para evitar o tédio, usa o nosso motor de busca de atividades e faz algo diferente nas tuas férias!

Procurar atividades

Moçambique é um país que se situa no Sudeste de África. Foi colonizado pelos Portugueses no Século XVI. Séculos mais tarde, concretamente no Século XIX, a colónia se estendeu para o interior do País. Em 1975, foi o ano de luta, Moçambique conseguiu a sua independência. Depois da independência, a guerra civil se apoderou do país, uma guerra entre a FRELIMO e a RENAMO. Esta guerra durou quase duas décadas até 1992 e deixou o país numa crise económica.

Para falar da história deste país, voltamos para trás do tempo, século I, é neste momento quando esta região começa a povoar-se nos arredores do Rio Zambeze e nos arredores do vale e da costa. Estabelecem-se comunidades que se dedicavam a agricultura, assim como a conquistar territórios vizinhos. Esta situação se prolongou durante anos, depois foram os árabes que tiveram uma curta estadia nestas terras até que em 1498 a marinha e o descobridor português, Vasco da Gama, pós os pés nesta terra. Começando neste momento as primeiras fixações portuguesas que vinham de alguns dos pontos de Moçambique, portos naturais ideais para o atraque e ancoragem de barcos que seriam maiores problemas.

Sofala (Beira) foi o primeiro grande Porto, descoberto no Século XVI, o controlo do Rio Zambeze era também algo importante porque a partir de aqui ou aqui teve lugar a alta produtividade de alimentos. Também eram importantes a exploração no interior, em busca de Ouro.

Um século mais tarde, Moçambique era colónia portuguesa, os séculos vindouros a situação era mais ou menos muito similar, com a exploração dos portugueses nesta região. Tudo isso até o século XX começaram os primeiros focos da independência de Moçambique, uma situação que preocupava as empresas estrangeiras (mineiras e madeireiras) que tinham bases na zona, uma zona industrializada na que os britânicos haviam instalado incluso os caminhos de ferro.

A pressão social foi crescendo ano após ano, nasce a FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique), que os levaria a órgãos administrativos do país pouco a pouco, e se converte em guerrilha. Em Setembro de 1964, tem lugar a primeira grande campanha independentista, uma situação que se repete em outras colónias portuguesas de África como Angola.

10 anos mais tarde, Moçambique toma a liberdade, a sua independência é a 25 de Junho de 1975, é neste momento em que a FRELIMO e a RENAMO entram em disputa, pelo poder. A RENAMO - Frente de Resistência Nacional de Moçambique (financiado pelo governo do Apartheid Sul Africano) entra na guerra civil.

Era um novo governo, o primeiro presidente foi Samora Machel. Nestes anos de guerra e destruição, a maior parte dos portugueses que viviam em Moçambique saíram do país, houve um êxodo maciço, assim como muitos moçambicanos que procuravam refúgio em países vizinhos como por exemplo a Zâmbia. O Acordo Geral de paz só foi em 1992.

Desde então, foi iniciada uma nova era em Moçambique, uma vez que o ouro e a madeira foram substituídos pelo turismo como uma fonte de receita, embora ainda não é um país que tem uma oferta significativa de hotéis, apartamentos e casas onde se hospedar, não é um país com uma enorme infra-estrutura, mas está a caminho.

Outros sítios e alternativas Costasur

Outras páginas deste destino
Etiquetas